Dieta da USP – Conheça e comece a perder peso hoje mesmo!

Com redução no consumo de carboidratos e o investimento em alimentos ricos em proteínas e gorduras, é possível enxugar até 10 kg em 15 dias com a Dieta da USP.


Não deixe que o nome te engane: a chamada “Dieta da USP” não está associada de qualquer forma à Universidade de São Paulo, recebendo o apelido por acaso. Na realidade, essa é uma dieta que investe em uma receita clássica: o aumento no consumo de proteínas (como carnes, ovos e lacticínios) e gorduras, e a redução drástica na ingestão de carboidratos (como pães e massas), fórmula consagrada pela famosa dieta do Dr. Atkins.


Como essa dieta funciona? É dos carboidratos que nosso corpo usa como principal fonte de energia para as atividades diárias. Com a falta de carboidratos, o corpo recorre a seu próprio estoque de energia: as gorduras. Assim, deixar de consumir carboidratos acelera a queima de gorduras.


Pontos positivos


Para quem está de olho na balança, a Dieta da USP pode ser uma boa pedida. Há uma diminuição rápida no peso, associada tanto à queima da gordura quanto à redução do inchaço causado pela retenção de líquidos.


Aliás, o “desinchar” ainda ajuda a amenizar outros problemas relacionados à retenção de líquidos, como os temidos furinhos da celulite.


Pontos negativos


Metabolicamente, a falta de carboidratos não leva o corpo a queimar apenas gorduras. Com o tempo, o nosso organismo passa a queimar também as proteínas da massa magra, como os músculos.


A própria perda de líquidos pode ser prejudicial: primeiro porque altera o metabolismo, e depois porque pode passar uma impressão equivocada de perda de peso, quando na verdade o indivíduo só está perdendo água.


Como todas dietas tão restritivas, a Dieta da USP pode vir acompanhada de diversos efeitos colaterais, como dor de cabeça, falta de atenção, prisão de ventre, cansaço, fraqueza muscular, alterações no sono, estresse físico e emocional, e mesmo mau hálito (causado pelas alterações no metabolismo).


A dieta é, inclusive, contraindicada em alguns casos, como gestantes, atletas, portadores de disfunções renais, intestinais ou hepaticas, pessoas com colesterol alterado ou distúrbios de humor.


Como seguir a Dieta da USP


A dieta deve ser feita por ciclos de sete dias, sendo que entre cada ciclo deve haver uma pausa de um dia, em que toda espécie de alimento pode ser consumida.


Ainda que as quantidades não sejam controladas, são vetados os lanches entre as refeições e as ceias. Deve-se passar longe do álcool e de doces, bem como de açúcar refinado – ainda que chás e cafés com adoçante sejam liberados. A partir do quinto dia, pode-se consumir frutas e doces feitos de frutas, sem adição de açúcar.



  • Café da manhã: são recomendados café, limão e bolachas do tipo “água e sal”

  • Almoço: estão liberadas as proteínas, como ovo e carnes grelhadas, com destaque para peixes como salmão, atum e sardinha, que apresentam antiinflamatórios naturais omega-3; também é importante investir em vegetais como cenoura, vagem, pepino e tomate, bem como em folhas desintoxicantes (alface, chicória e agrião)

  • Jantar: é possível preparar uma salada com os vegetais citados, ou consumir iogurte natural, presunto (magro, de preferência) ou ovo cozido.

Resultados


Os resultados dependem de uma série de fatores, como a prática de exercícios físicos e as características do metabolismo de cada um. Há relatos de pessoas que perderam 14 quilos em duas semanas da Dieta da USP, mas estima-se que a perda media é de 7 a 10 quilos em 15 dias de dieta.


O pós-dieta


Como as outras dietas similares, a Dieta da USP traz um problema grave: a dificuldade em manter o peso após seu término. Isso ocorre porque a dieta é bastante restritiva, não podendo ser mantida por muito tempo, e não promove a reeducação alimentar.


Assim, logo que houver o retorno à alimentação habitual, o corpo voltará a fazer estoques de gordura para recompor o perdido.


Graças a essa característica, a Dieta da USP é vista como ideal para as pessoas que buscam perder peso rapidamente para algum evento ou data especial: para enxugar aqueles quilinhos extras antes de um casamento ou uma formatura, vale a pena recorrer à dieta.


Mas, se o objetivo for perder peso a longo prazo, é uma boa ideia buscar um nutricionista para desenvolver uma reeducação alimentar, mais apropriada para seu estilo de vida e biotipo.

Gostou? Compartilhe!

Dieta da USP – Conheça e comece a perder peso hoje mesmo!
Avalie este post

Leave a Reply